Coleção: Bahia, Substantivo Feminino

“De um pequeno golfo, de boca estreitada, jorra muita água, explode amor, força, raiva, memória e emoção. Explode a urgência e a paciência de se viver. Nessa poética material que aqui criamos, nomeamos substância e essência por meio dos quatro elementos: água, terra, ar e fogo.

A história da Bahia, assim como a história do Brasil, pode ser a história de uma mulher. Dentro dela coexistem todos os elementos, torrente de onde flui a força da natureza, junto de liberdade e equilíbrio.

Vivemos também a Bahia como um país. Sua cultura, sua natureza, sua diversidade, seu significado como palavra. Nem tudo aqui é para ser entendido, algumas coisas existem para ser sentidas.

Esta é uma declaração de amor à literatura, à cultura e à história do Brasil. Do sertão ao litoral, de Cumuruxatiba à Moreré, da Chapada Diamantina ao Pelourinho, do carnaval ao samba, de todos os pés, mãos e corpos que dançam e sofrem neste estado amado e no nosso país, de nós até vocês, com muito axé, dendê, muvuca, dengo e por aí vai…

A Bahia é sempre assim? Pois parece uma festa!”

Deborah R. Sousa

Diretora Criativa do JcomP